sábado, 11 de julho de 2009

A Saga em busca do Homem Verde


Para vocês entenderem um pouco a minha trilha nas experiências amorosas resolvi reproduzir meu primeiro desvaneio sobre os homens, ou melhor, sobre as cores, que foi uma colaboração para o 3x30. Espero que gostem!

Descobri que procuro um homem verde. Você pode estar pensando, ok, poderia ser “X”, mas não é, é verde. Mas se quero o verde, porque acabo aceitando o azul ou flertando com o vermelho? Para causar uma verdadeira confusão mental? Se a minha energia é para procurar o verde, ficar com o azul ou amarelo, traz uma grande confusão. “Mas afinal: eu quero o verde ou o azul?” Nessa hora me sinto um pouco como a Fernanda da peça “Os homens são de Marte é para lá que eu vou”, personagem da Mônica Martelli. Mesmo assim, esclareço racionalmente: quero o verde, sério!

Ouvi de uma amiga uma frase que dei muitas risadas “talvez tu ache que se misturar o azul e o amarelo chegue no verde”. Isso rendeu muitas gargalhadas, mas posso dizer com experiência própria que isso não funciona e também que sempre fui péssima em química e criar uma fórmula ou fazer experimentos não é a minha praia. Mas ok, vocês querem saber sobre as cores.

Vamos às classificações. O verde, que é o meu target, é um homem charmoso, bom papo, de 30 a 35 anos (média - não é regra, ok?), dedicado ao futuro profissional, que goste de se divertir, viajar, que não seja controlador (sou traumatizada com isso), e também que seja “bom”, não vou entrar em detalhes nesse último quesito, mas vamos dizer que esse aspecto é muito importante. OK, vocês acham que é mais fácil ganhar na loteria do que encontrar esse homem? Nem vou ouvir esse comentário, porque é o meu homem verde e eu digo que ele existe, apesar de ainda não tê-lo encontrado.

O homem azul é aquele que normalmente encontramos na baladinha, lindo, jovem, sarado, mas que não rende mais nada além de uma...., bom, em certos casos nem isso. Falta atitude, experiência, papo e um algo mais. Claro, que existem exceções,
mas vamos concordar que eles eram verdes e não azuis, apesar da idade.

Os amarelos, ah...os amarelos, eles no primeiro momento até podem surtir um certo interesse, afinal nós trintonas gostamos de experiência, charme e um cabelo grisalho, mas eu sinceramente não quero esse perfil. Quero um verde, insisto! Não quero alguém para questionar o meu jeito de vestir ou agir ou cobrar maior maturidade, afinal, para quê? Imagine um homem amarelo comentando: “será que você pode ser vestir mais séria?”. Não, não dá. Eles estão excluídos da minha lista.

Os vermelhos, esses são realmente Amantes com “A” maiúsculo, isso mesmo. São experientes, dedicados, fogosos, mas infelizmente são raros e também, na maioria dos casos, só servem para deixar a gente com a aquela cara “o que aconteceu? por que ele sumiu?”. Claro que existem exceções. Melhor riscá-los da minha lista para não me confundir! (acho que essa não é uma ideia, eu preciso deles!!!)

Os roxos, esses são uma mistura do azul e vermelho, ou seja, são bons, mas existe um, porém importante: sãos comprometidos (casados, noivos ou namorados). Esses realmente estão fora do meu target, afinal, eles não são perfeitos e misturar pode causar indigestão. Apesar de “roxo” ser a minha cor predileta, prefiro ela na minha parede ou nas minhas roupas, não na minha vida amorosa. Excluídos!

E existem ainda os monocromáticos, os pretos e os brancos, esses realmente não valem comentar, mas são aqueles que não escolhemos nem para amigo ou para pai! Afinal, papai também tem que ser charmoso, não é?

Aprendi que o importante é foco, mas sempre lembrando que atraímos o que a nossa mente pede, então cuidado! Ela prega algumas peças na gente. Estou em dúvida sem mantenho o anúncio do início do ano, mas acho que continuo na busca do Verde, não importa a tonalidade, do verde bandeira ao militar, desde que sejam verdes! .

Por Jornalista Separada que procura homem verde, agora Nikita Ferraz.

6 comentários:

Anônimo disse...

Muito legal a teoria, mas estou louca para conhecer as histórias com os azuis, vermelhos, amarelos,etc...
Conte!!!

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Oi Nikita,

Esse texto é ótimo!!! Fez vc muito bem em postá-lo aqui.

Beijão,

Bela - La Divorciada

dpl_daniela disse...

Caraca o que dizer dessa teoria, quero tbm meu "Homem Verde".

Uma comparação perfeita das nossas expectativas. Não sou divorciada pois nunca casei, mas namorei 7 anos e de verdade são os msm sentimentos.

Q venha o próximo post.

Alexia disse...

Incrivel !
Conheci muitos azuis, vermelhos, e roxos !!!
Será q os verdes existem ?

Johnny na Babilônia disse...

"30 a 35 anos (média - não é regra, ok?)"

Esse "não é regra, ok?" não tava no texto original!!! hahahaha

Sounds good...

Bacio!

Patrícia Costa disse...

"...O verdeé um homem charmoso, bom papo, de 30 a 35 anos , dedicado ao futuro profissional, que goste de se divertir, viajar, que não seja controlador, e também que seja “bom”... "

Eu tb queroum desses...
bjitos